20 de agosto de 2019 16:38

Médicos de Maceió serão capacitados para diagnosticar casos de sarampo

Autor: Redação com Secom Maceió

Apesar de Maceió não ter registrado casos da doença, médicos das unidades de saúde da capital participam de um Workshop sobre sarampo nesta quarta-feira (21), às 19h, na sede do Conselho Regional de Medicina (Cremal).

O workshop contará com a participação do médico José Maria Constant, infectologista referência em Alagoas, que vai repassar sua experiência a médicos e estudantes. Além disso, a SMS abordará o fluxo de encaminhamento dos pacientes com suspeitas da doença, isto é, onde será feito o diagnóstico, os exames e outros procedimentos, como a vacinação.

“Mesmo sem Maceió ter apresentado casos da doença, nós precisamos tomar todas as medidas necessárias de prevenção e capacitação profissional”, destaca a secretária-adjunta de Saúde do Município, Nadja Tenório.

Na ocasião serão abordados diagnóstico e tratamento, fluxo de condução desses pacientes e vacinação. A secretária-adjunta também esclareceu que trabalhos como este servem para os vários médicos do município que nunca tiveram contato com casos de sarampo. Além disso, Maceió não registra a doença há mais  20 anos e os novos médicos não saberiam lidar com uma possível situação de surto, como nos Estados do Sudeste.

Segundo a diretora de Vigilância em Saúde da SMS, Fernanda Rodrigues, esse é um momento de atualização fundamental para os profissionais. “A gente chama atenção para essa capacitação, porque muito desses médicos não estão ainda cientes do fluxo criado pra poder fazer a confirmação dos casos suspeitos e procedimentos do Município. E Maceió vai apresentar uma proposta de fluxo diferente, tendo em vista que ela tem uma rede e uma população maior, por isso é muito importante que os médicos estejam presentes”, frisa.

A capacitação foi solicitada pela  Secretaria Municipal de Saúde ao Cremal e acontece em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde (Sesau). O objetivo é ofertar aos profissionais conhecimento sobre as ações que devem ser desenvolvidas em caso de diagnóstico do sarampo. As inscrições são gratuitas e serão realizadas no local.

Vacinação e prevenção

Para manter Maceió longe da área de risco da doença, é necessário prevenir por meio da vacinação contra o sarampo, com a tríplice viral, que ainda imuniza o usuário contra a caxumba e a rubéola. A vacina é disponibilizada gratuitamente durante todo o ano, para crianças e adultos, nas unidades de saúde, dentro do calendário nacional de vacinação.

A vacina é oferecida em duas doses para a faixa etária de 1 a 29 anos e em apenas uma dosagem para a faixa etária dos 30 aos 49 anos, mas quem possui o esquema vacinal completo não precisa de dose adicional. Os profissionais da área da saúde também são imunizados com duas doses.

A Gerência de Imunização da SMS atendeu ainda a uma primeira recomendação do Ministério da Saúde e começou a vacinar as crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 1 ano, com viagem marcada para algum dos 53 municípios que apresentam surto ativo de sarampo – nos estados de São Paulo, Bahia e Rio de Janeiro.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *