26 de junho de 2020 09:59

Covid-19 já matou mais de 483 mil pessoas no mundo e infectou acima de 9,5 milhões

Autor: Notícias ao Minuto

pandemia do novo coronavírus já matou 483.872 pessoas e infectou mais de 9,5 milhões em todo o mundo desde dezembro, segundo um balanço da agência AFP de hoje, baseado em dados oficiais. De acordo com os dados recolhidos pela agência noticiosa francesa, 9.500.200 pessoas foram diagnosticadas oficialmente em 196 países e territórios desde o início da epidemia, em finais de dezembro passado, na cidade chinesa de Wuhan, dos quais pelo menos 4.699.300 agora são considerados curados.

Contudo, a AFP avisa que o número de casos diagnosticados reflete apenas uma fração do total real de infecções, já que alguns países estão testando apenas casos graves com internamento hospitalar, outros usam o teste como uma prioridade para o rastreamento e muitos estados pobres têm capacidade limitada de rastreamento.

Desde a contagem de quarta-feira, 4.846 novas mortes e 166.151 novos casos ocorreram em todo o mundo.

Os países com mais mortes nas últimas 24 horas são o Brasil, com 1.185 novas mortes, o México (947) e os Estados Unidos (576).

Pelo menos 656.161 pessoas foram declaradas curadas até hoje pelas autoridades americanas.

Depois dos Estados Unidos, os países mais afetados são o Brasil com 53.830 óbitos e 1.188.631 casos, o Reino Unido, com 43.230 mortes (307.980 casos), a Itália, com 34.678 mortes (239.706 casos) e a França, com 29.752 mortos (197.755 casos).

Entre os países mais atingidos, a Bélgica é o que continua a apresentar maior número de óbitos face à sua população, com 84 mortes por cada 100.000 habitantes, seguida pelo Reino Unido (64), Espanha (61), Itália (57) e Suécia (52).

A China (sem os territórios de Hong Kong e Macau) contabilizou oficialmente um total de 83.449 casos (19 novos entre quarta-feira e quinta-feira), incluindo 4.634 mortes (0 novas) e 78.433 curas.

A Europa totalizou até ontem 194.758 mortes e 2.593.193 casos, os Estados Unidos e o Canadá 130.777 mortes (2.501.065 casos), a América Latina e Caribe 103.426 mortes (2.236.632 casos), a Ásia 31.332 mortes (1.129.624 casos), o  Oriente Médio 14.598 mortes (691.974 casos), a África 8.848 mortes (338.715 casos) e a Oceânia 133 mortes (8.999 casos).

Esta avaliação foi realizada usando dados reunidos pelas delegações da AFP junto das autoridades nacionais competentes e informações da Organização Mundial da Saúde (OMS). A AFP alerta quer devido a correções pelas autoridades ou a publicação tardia dos dados, os valores de aumento de 24 horas podem não corresponder exatamente aos publicados no dia anterior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *