3 de setembro de 2020 12:17

Cabo Bebeto reprova descumprimento de lei e diz que comandante do BPRv tem “perfil de tirano”

Autor: Ascom Cabo Bebeto

Foto: Ascom Cabo Bebeto

A atuação “abusiva” do tenente-coronel Everaldo Liziário, comandante do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), pelo descumprimento do projeto de lei nº 633/2018, de autoria do deputado Francisco Tenório (PMN), que dispõe sobre o porte e pagamento de tributos, taxa e multas de veículos automotores e ainda proíbe, em Alagoas, a apreensão ou retenção de veículos em caso de não comprovação de pagamento do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), do seguro obrigatório de Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT) e o licenciamento, foi questionada pelo deputado Cabo Bebeto, nesta quinta-feira, dia 03, na sessão ordinária da Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE).

Cabo Bebeto disse que reluta muito em criticar a polícia, porém há casos que não tem jeito. “Infelizmente, o tenente-coronel Liziário Júnior tem sido um péssimo gestor e um péssimo comandante de unidade”.

O deputado comentou que o BPRv realiza operações dentro de cidades, mesmo sendo um batalhão de rodovia, e ainda autua veículos, os leva para fora da cidade e depois os recolhe. “Será que ganham comissão por recolhimento de veículos?”, questionou Cabo Bebeto.

A atuação do BPRv durante operações em perímetro urbano é abusiva, explicou o parlamentar, lembrando que esses policiais só podem atuar nas rodovias estaduais.

Cabo Bebeto encerrou sua fala pontuando que “a falta de meritocracia na polícia acaba colocando pessoas despreparadas para estar no comando, como agora, que tem um gestor com perfil de tirano”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *