2 de outubro de 2020 08:00

MP quer criação de protocolo sanitário para campanha eleitoral em Alagoas

Com o início da campanha eleitoral em Alagoas, não faltam imagens de candidatos – seja na capital ou no interior, na disputa pela majoritária ou proporcional – que geram aglomerações com eventos nas vias públicas, como por exemplo, as caminhadas. Não raro, ainda há casos de pessoas sem máscaras e desrespeitando o protocolo do próprio governo estadual, que estipula as regras para a reabertura gradativa.

Alagoas se encontra na fase azul e aos poucos o governo estadual tem determinados avanços, como a recente permissão para os eventos com mais de 300 pessoas e a reabertura de parques aquáticos ou de diversão, desde que respeitando medidas de segurança sanitária que foram estipuladas pelo Executivo.

Porém, a fase azul não significa que tudo está permitido. Como já frisou o próprio governador Renan Filho (MDB), as restrições precisam ser respeitadas. Diante desse quadro, o Ministério Público Estadual (MPE) quer que o Executivo estadual crie um protocolo sanitário específico para as atividades de campanha, diante dos eventos que estão, flagrantemente, desrespeitando as medidas que são postas para o setor produtivo, por exemplo.

O órgão ministerial encaminhou ontem um ofício em que solicita a criação desse protocolo. A ideia é discutir a forma de agir em conjunto com a Secretaria de Saúde do governo de Alagoas. O MP aguarda uma resposta da pasta com um parecer sobre a situação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *