15 de outubro de 2020 08:40

PF investiga fraude ao seguro-desemprego em AL e mais três estados

Na manhã de ontem, a Polícia Federal (PF) desencadeou uma mega-operação contra uma organização criminosa que, desde 2016, realizava fraudes no seguro-desemprego em Alagoas e também nos estados de Pernambuco, Sergipe e São Paulo.

Segundo as primeiras informações divulgadas pela própria PF, o esquema criminoso causou quase R$ 11 milhões de prejuízos aos cofres públicos. A operação, denominada Seguro-Mamata, passou a ser investigada há um ano e meio e foram identificados dezenas de vínculos empregatícios com empresas fantasmas e empregadores individuais inexistentes, com o objetivo de criar – de forma artificial – o direito ao seguro-desemprego.

Durante a manhã de ontem, foram cumpridos 40 mandados de busca e apreensão e um de prisão, que foram expedidos pela Justiça Federal em Alagoas. Os mandados foram cumpridos em 16 municípios de Alagoas, Pernambuco, Sergipe e São Paulo. Além disso, a Justiça determinou o afastamento cautelar de 16 servidores públicos. Os envolvidos foram indiciados por crimes de constituição de organização criminosa, peculato, estelionato e inserção de dados falsos em sistema de informação. Eles podem pegar até 37 anos de reclusão. Os materiais apreendidos foram encaminhados à Sede da Polícia Federal em Alagoas para os procedimentos de praxe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *