9 de novembro de 2020 10:52

Presidente mantém a tranquilidade em relação ao resultado da eleição nos EUA

Durante uma solenidade em Florianópolis (Santa Catarina), o presidente Jair Bolsonaro voltou a falar sobre o processo turbulento das eleições norteamericanas que apontavam (a agora confirmada) vitória de Joe Biden. O presidente do Brasil não esconde a preferência pelo atual presidente americano, Donald Trump.

Todavia, Bolsonaro salientou que a relação entre os países – de maneira institucional – está em primeiro lugar e que a vitória de Biden não alteraria esse curso. “O momento do Brasil ainda é difícil. Assistimos à política externa, temos nossas preferências, e o que acontece lá fora interessa para cada um de nós aqui dentro. Assim sendo, em certos momentos, só uma coisa nos encoraja e fortalece, é Deus sempre acima de tudo”, salientou o presidente.

Bolsonaro avaliou que é necessário despersonalizar as discussões ao tratar da relação entre os países. “Eu não sou a pessoa mais importante do Brasil, assim como o Trump não é a pessoa mais importante do mundo, como ele bem disse. A pessoa mais importante é Deus, a humildade tem que se fazer presente entre nós”, apontou.

Bolsonaro foi ao Estado de Santa Catarina acompanhado por uma comitiva com o ministro da Justiça, André Mendonça, da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e o senador Jorginho Mello (PL) — que é o atual vice-líder do governo no Senado. A governadora em exercício de Santa Catarina, Daniela Reinehr (sem partido), também acompanhou Bolsonaro durante a agenda na capital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *