28 de dezembro de 2020 07:03

Prefeitura investe em reformas de escolas e construção de creches na capital

A Prefeitura de Maceió, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), entende que o conforto e a disponibilidade espacial são fatores importantíssimos para o desenvolvimento do aluno. É por esse motivo que a Prefeitura investiu tanto na infraestrutura da Educação municipal, realizando obras que beneficiarão toda comunidade escolar. São obras que vão desde reformas de escolas à construção e adaptação de Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis) e revitalização de quadras, ginásios e auditório.
Para a secretária municipal de Educação, Ana Dayse Dorea, a infraestrutura escolar é fundamental no processo de ensino e aprendizagem dos alunos, porque proporciona um ambiente agradável e estimulante para aprender. “Desde que iniciamos a gestão a rede vem reformando, ampliando e recuperando várias escolas. A reestruturação de ambientes escolares tem sido uma das marcas da gestão, fornecendo condições adequadas, que são fundamentais para promover o conhecimento”, afirma a secretária.
Nos últimos anos, a Semed reformou e revitalizou com recursos próprios várias escolas municipais. São obras que têm um significado muito importante para os alunos e para a comunidade. Várias escolas receberam adaptações e grandes reparos para atender o ensino integral, com arquitetura pensada para além da sala de aula. Outro eixo de investimento foi a reforma de quadras poliesportivas, todas com cobertura, vestiários, ventilação fluída e suporte a diversas modalidades. Nesses últimos anos, a prefeitura investiu mais de R$ 53 milhões em infraestrutura na Educação de Maceió.
Os números dizem muito sobre o empenho da rede em possibilitar melhor acomodação aos alunos do município. Ao todo, 13 escolas foram reconstruídas com recursos próprios e, atualmente, uma está em obras no bairro do Jacintinho. Trata-se da Escola Lenilton Alves. Também foram construídos e inaugurados 16 novos Centros Municipais de Educação Infantil (Cmei), além de vários prédios adaptados para atender à modalidade, ampliando o atendimento da educação infantil no município de Maceió.
O engenheiro do setor de Infraestrutura da Semed, Lucas Raniery, ressalta que as grandes reformas contemplam vários ambientes, como área administrativa, área de recreação e educação física, cozinha, refeitório, área de funcionários, acessibilidade, padrões mínimos de funcionamento seguindo recomendações do MEC/FNDE, além de atender as recomendações da vigilância sanitária, instalações elétricas e hidrossanitárias e a estética da escola como um todo. “O intuito é levar à comunidade escolar um melhor conforto, segurança e bem-estar”, frisa Lucas Raniery.
Com o objetivo de proporcionar saúde e bem-estar, além de atividade física, a Prefeitura de Maceió revitalizou com recursos próprios, no montante de R$ 6.721.886,92, onze quadras poliesportivas e um ginásio poliesportivo. Outro grande ganho para a Rede Municipal de Educação foi a revitalização do auditório da escola Nosso Lar I, localizada no Vergel, que servirá de palco para formação de professor e eventos culturais da escola, da comunidade e de toda a rede.
Esses espaços tornam possíveis a implementação de atividades pedagógicas. Tudo isso porque a Secretaria acredita que, para o desenvolvimento pedagógico se tornar eficiente, é essencial que as diferentes ferramentas de ensino estejam disponíveis para aprendizado.
Espaços acessíveis, com rampas, salas de aula equipadas, quadras poliesportivas e laboratórios de informática: esse é o modelo das estruturas buscadas pela Educação ao longo dos oito anos de gestão. Neste modelo se enquadram todas as escolas reformadas e revitalizadas. “Com a melhoria na infraestrutura elas ganharam novos espaços e com isso grande expansão das atividades curriculares, graças à infraestrutura proporcionada pela prefeitura. Os estudantes passaram a fazer uso dessas estruturas em suas atividades extracurriculares, que se tornaram, cada vez mais, crescentes entre a comunidade”, destaca Lucas Raniery.
Para ele o cuidado e a qualidade com as estruturas estão na base do planejamento da gestão. “As reformas, construções e revitalizações foram todas extremamente criteriosas e seguem o padrão de recomendação do Fundo Nacional de Desenvolvimento (FNDE), e explora sempre o conforto para a acomodação dos alunos”, diz.
Ainda segundo o engenheiro, os padrões do FNDE passam por reavaliações e adequações conforme a necessidade do local. “A execução dos projetos da rede segue essas mudanças, os padrões vão se adequando, e tudo é pensado para o melhor da comunidade escolar”, afirma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *