6 de abril de 2021 12:34

Atlético deve pagar quase 1 milhão de dólares por compra de Terans, estabelece Fifa

O Atlético deve pagar 828 mil dólares (cerca de R$ 4,7 milhões) ao Rentistas-URU pelo atraso no pagamento das parcelas pela contratação do meia-atacante David Terans, em junho de 2018, junto ao Danubio-URU. A decisão é do Tribunal Arbitral do Esporte (TAS, em inglês), que manteve a condenação já estabelecida pela entidade máxima do futebol em maio do ano passado.

A informação foi divulgada inicialmente pelo jornalista César Luis Merlo e confirmada pela Itatiaia. O clube mineiro tem 45 dias para pagar o valor. Caso contrário, será punido com o “transfer ban”, medida que impede o registro de novos jogadores. A pena já pode começar a ser aplicada no segundo semestre deste ano, caso a dívida não seja quitada.

O clube uruguaio acionou o Atlético na Fifa pelo atraso da terceira parcela da compra de Terans, que teve 70% dos direitos econômicos negociados por 1,6 milhão de dólares (aproximadamente R$ 6 milhões, na cotação da época). Pelo acordo, o Galo ficou de pagar o valor em cinco vezes, sendo que a primeira, de 600 mil dólares, venceria em julho de 2018. As outras quatro, de 250 mil dólares cada, seriam quitadas a cada seis meses.

De acordo com o contrato, em caso de atraso por mais de 20 dias no pagamento de uma das parcelas, o Atlético teria que arcar com uma multa de 20% da parcela em aberto. Em outubro do ano passado, o Rentistas alegou que o clube alvinegro só havia quitado 60 mil dólares da terceira parcela de 250 mil dólares, que venceu em junho de 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *