10 de setembro de 2021 09:35

Mesmo durante a pandemia, Hospital Helvio Auto zera índices de infecção

O Hospital Escola Dr. Helvio Auto (HEHA), unidade assistencial da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal), foi apontado pelo relatório do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) de Alagoas como instituição hospitalar com melhor índice em alguns indicadores de infecção hospitalar (Iras). Os dados correspondem a 18 hospitais notificantes entre rede privada e pública de todo o estado.

Em seu relatório semestral, o Cievs de Alagoas identificou que dentre as infecções relacionadas à assistência à saúde (Iras) na UTI do Hospital Helvio Auto, duas das mais comuns, infecções do trato urinário e infecções primárias de corrente sanguínea laboratorial, não ocorreram de janeiro a junho de 2021 na instituição, zerando o índice.

Dos dezoito hospitais notificantes, o Hospital Escola Dr. Helvio Auto não apresentou nenhuma infecção do trato urinário na UTI, enquanto a média estadual é de 3,17. Já para infecções primárias de corrente sanguínea laboratorial, ao passo que o Helvio Auto zerou o índice, a média alagoana é de 5,05.

Mesmo com a mudança das rotinas e dos protocolos devido ao  tratamento de pacientes com Covid-19 em sua UTI, a Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) do HEHA vem trabalhando para a manutenção dos mais baixos índices de transmissão de micro-organismos dentro da unidade hospitalar.  “Desde 2018, o HEHA participa de projeto do Ministério da Saúde, cujo objetivo é diminuir os casos de infecções associadas ao uso de dispositivos. Com a implementação das ações de melhoria, presenciamos a redução dos casos de infecções. Em 2020, com a chegada da Covid-19, vivenciamos uma nova realidade que exigiu da CCIH a adoção de diferentes ações para evitar a disseminação da doença entre outros pacientes e profissionais da instituição. Fatores como adequação dos espaços físicos destinados ao atendimento e novos fluxos tiveram que ser implementados”, explicou Adriana Junges, coordenadora da CCIH do Helvio Auto.

Segundo a Portaria nº 30, de 07 de julho de 2005, do Ministério da Saúde, o Cievs tem como objetivo principal fortalecer a capacidade do Sistema Nacional de Vigilância em Saúde para identificar precoce e oportunamente emergências em saúde pública, a fim de organizar a adoção de respostas adequadas que reduzam e contenham o risco à saúde da população.

Além do panorama de UTI adulto, o relatório semestral do Cievs de Alagoas ainda divulgou indicadores de UTIs pediátricas e neonatais do estado, uma vez que todo hospital que tenha em sua estrutura leitos de cuidado intensivo, deve notificar mensalmente à Agência Nacional de Vigilância e Saúde – Anvisa alguns indicadores de infecções.

Entende-se como infecções relacionadas à assistência à saúde – Iras, aquelas que são adquiridas após a admissão do paciente e que se manifesta durante a internação ou após a alta, quando puder ser relacionada com a internação ou procedimentos hospitalares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *