28 de abril de 2022 09:03

Resposta da Equatorial referente ao Reajuste Tarifário em Alagoas

A Equatorial Alagoas informa, que nesta terça-feira (26), a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou o reajuste tarifário de 2022 para os clientes alagoanos, com efeito médio de 19,88% para o consumidor. As novas tarifas passarão a vigorar a partir do dia 3 de maio e fazem parte de um processo conduzido pela Aneel, agência responsável por definir anualmente e manter atualizado o valor das tarifas das concessionárias de energia elétrica em todos os estados da federação. Os itens que mais impactaram a correção foram os encargos do setor elétrico, os altos índices de inflação e os custos com a compra de energia, sobretudo durante a escassez hídrica. Nesse período, foi necessário acionar termelétricas, que geram energia a partir de fontes mais onerosas, como petróleo, carvão mineral e gás natural. Segundo a Aneel, a combinação do reajuste com o término da cobrança bandeira escassez hídrica resultará em efeito médio tarifário de aproximadamente -2% para consumidores que pagavam a bandeira de escassez hídrica, encerrada no dia 16 de abril deste ano. Vale ressaltar que, do percentual reajustado, apenas 3,46% fica com a distribuidora Equatorial Alagoas para operar e manter todo o sistema elétrico do estado e fazer os devidos investimentos necessários para melhoria da rede elétrica. Os encargos setoriais levam 14,73%, o transporte -2,64% e 4,33% vão para a compra de energia.

Sobre a composição da conta de energia

Do montante arrecadado com tarifa de energia 78,7% são repassados aos demais agentes do setor elétrico (geradoras e transmissoras) e ao Governo (impostos e encargos), restando 21,3% para a distribuidora. Além da tarifa, os Governos Federal, Estadual e Municipal cobram na conta de luz alguns impostos, como o PIS/COFINS, o ICMS e a Contribuição para Iluminação Pública. Todas as regras e formas de cálculo são definidas pelos próprios governos e a Equatorial Alagoas atua apenas como agente arrecadador, repassando mensalmente a arrecadação dos tributos aos órgãos competentes.

 

TSEE – Os clientes que se enquadram nos critérios de baixa renda continuam recebendo descontos na Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE), que podem chegar a 65%. Para ter acesso ao benefício é preciso ter o Número de Identificação Social (NIS) atualizado. Atualmente, Alagoas tem 412 mil famílias inseridas na tarifa social, o que representa 34% do número de consumidores da Equatorial. Em abril de 2019, quando a Equatorial assumiu a concessão, eram 153 mil famílias, 13% dos clientes da empresa. Tudo isso, resultado de uma busca ativa que a Equatorial realiza para aumentar o número de beneficiados

 

Consumo Consciente

É importante lembrar, que o valor da conta está diretamente relacionado aos hábitos de consumo. Por isso, os alagoanos devem ficar atentos à mudança de cultura, colocando em prática atitudes simples do cotidiano, que contribuam com o consumo consciente e vão fazer a diferença no final do mês. Dicas gerais de consumo consciente

 Manter portas e janelas fechadas quando o ar-condicionado estiver em uso;  Apagar as lâmpadas quando não tiver pessoas nos ambientes;

 Desligar a TV se não tiver ninguém assistindo;

 Evitar o abre e fecha da geladeira, observar o estado da borracha, e não estender roupas atrás do aparelho;

 Usar a máquina de lavar respeitando a capacidade do equipamento;

 Juntar as roupas para passar ferro de uma só vez.

Para contribuir com a economia de energia, a Equatorial tem realizado projetos que beneficiam consumidores com a substituição de equipamentos obsoletos por novos e econômicos. Somente em 2021 foram trocadas 24.497 lâmpadas incandescentes e fluorescentes por outras de LED e 2.238 geladeiras antigas por outras novas e econômicas.

 

Assessoria de Imprensa da Equatorial Alagoas

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *