19 de julho de 2022 17:10

Justiça determina que professores de Maceió encerrem greve imediatamente

A Justiça determinou nesta terça-feira (19) que os professores das escolas municipais de Maceió encerrem a greve iniciada no dia 11 e retornem imediatamente às atividades, sob risco de pena de multa de R$ 5 mil por dia de descumprimento.

Os servidores da rede municipal de educação entraram em greve para cobrar reajuste salarial, melhores condições de trabalho e contratação de novos profissionais. Na pauta também há cobrança do pagamento das demais parcelas do rateio dos precatórios do FUNDEF, que começou a ser pago em junho, mas, segundo o sindicato, não passou da primeira parcela.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores da Educação de Alagoas (Sinteal), cerca de 90 escolas municipais estão sem aulas desde o início da mobilização.

O Sinteal informou que não foi notificado oficialmente sobre a decisão e só vai se pronunciar após a notificação.

O Município de Maceió ajuizou ação pedindo que a Justiça declarasse ilegalidade da greve e determinasse a sua imediata suspensão, com retorno às atividades e multa de R$ 100 mil por dia de descumprimento, mas a Justiça acatou o pedido apenas parcialmente.

Os professores suspenderam as atividades no dia marcado pelo Município para volta às aulas, que já tinha sido adiada devido aos transtornos causados pelas enchentes do início do mês, exceto naquelas que estão abrigando famílias que tiveram que sair de suas casas. Nessas unidades, as aulas serão repostas em janeiro de 2023.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *