Antenados
10 de junho de 2021 17:03

CRÍTICA: Cruella é o filme que todo remake live-action da Disney deveria ser

Com atuação impecável de Emma Stone, Cruella é o live-action mais elegante e fabuloso que a Disney produziu até o momento.

Finalmente o filme da vilã mais caricata e expressiva da Disney está entre nós, tanto no Premiere Acess quanto nos cinemas. A premissa divulgada nos trailers é que seria uma mistura de Aves de Rapina com Coringa, uma vilã quase na beira da loucura, mas que de alguma forma se afirmava em suas escolhas e em seu objetivo.


Ao divulgar o trailer de Cruella, a Disney já excedeu as expectativas dos fãs com pequenos trechos que prometiam entregar uma vilã perfeita interpretada pela Emma Stone. Cumpriram com sucesso! O filme é deslumbrante.
Criativa e determinada, Estella sonha em ser estilista e acaba chamando a atenção da Baronesa Von Hellman. Entretanto, o relacionamento delas desencadeia eventos que fazem Estella abraçar seu lado rebelde e se torne a Cruella, uma pessoa elegante e vingativa.


É um filme de origem que trabalha muito o lado que nós não conhecemos da vilã. Além de apresentar com mais tranquilidade os outros personagens do longa, como os comparsas Jasper (Joel Fry) e Horace (Paul Walter Hauser).
Todo o elenco escolhido para o filme foi muito bem selecionado, levando em conta que todos os atores e atrizes conseguem trazer impacto com seus personagens dentro do que lhe foi proposto.

Com destaque bem claro para Emma Stone e Emma Thompson que juntas travaram ótimas batalhas de atuação durante todo o longa.
Se tem uma coisa que podemos falar é do visual do longa. Cruella é um filme que em todos os momentos as cores e todo o trabalho de fotografia dizem alguma coisa.


Além do excelente trabalho visual, precisamos enaltecer aqui a trilha sonora escolhida. O filme se passa nos anos 70 e ter a trilha sonora marcante como foi, deixa tudo mais inesquecível quando falamos de um longa como esse.
É um filme marcante que causou o que nenhum live-action da Disney causou até agora. Porém tudo é questão de expectativa, não vá ver o filme pensando que é mais um longa dos 101 Dálmatas, vá de coração aberto e apto a conhecer mais sobre essa personagem tão marcante.

Cruella é (até o momento) o melhor live-action da Disney, afinal, ele entrega uma ótima história, personagens, atuações e cenários elegantes e fabulosos. Ao som de muito rock’n’roll, com The Rolling Stones, Black Sabbath e Deep Purple na trilha sonora, é impossível não curtir um dos filmes mais icônicos da Disney.

CENA PÓS CRÉDITO
NÃO SE ESQUEÇA DE ESPERAR ATÉ O FIM, EXISTE UMA CENA PÓS CRÉDITO QUE RENDE BOAS DISCURSSÕES DO FILME, LEMBRE-SE QUE ESSA PARTE CONTÉM SPOILERS, ENTÃO É POR SUA CONTA E RISCO

Após o final do filme em que Cruella consegue conquistar o castelo da Baronesa, dentro de suas motivações e reviravoltas ali ela já começa a pensar em algo novo. Já na cena pós crédito, temos Anita e Roger em suas respectivas casas, recebendo um presente de Cruella que nada mais é do que Pongo e Perdita filhotes.

Para acompanhar todas as novidades acesse o canal do YouTube, Facebook, Instagram e Twitter. Veja tudo que já postamos aqui no nosso blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *